Home Estratégia Jogar um Frente-a-Frente

100% até $400
Everest poker bonus
para Português
Code: PT400

Everest poker

150% até $500
Titan Poker bonus
Para Português
Code: PT500

Titan Poker

Jogar um Frente-a-Frente

Frente-a-frente num jogo de pokerQuando se tem um frente-a-frente, é preciso ganhar coragem e assumir o jogo. Erga as suas cartas e prepare-se para a luta.

Vale tudo


Já muita gente ouviu a história de como o famoso Doyle Brunson ganhou o campeonato mundial de poker com um T2.

Para um principiante, tal pode ser enganador mas o facto é que quando se está num frente-a-frente, a força das suas cartas iniciais é o factor primordial no seu jogo. No poker, quaisquer duas cartas podem vencer.

As grandes mãos não surgem assim ao virar da esquina para quando se tem uma blind a cada mão; tem de ficar envolvido para ganhar a sua quota-parte. E se realmente ambiciona por mais, terá de jogar e jogar.

Preste Atenção aos Padrões


Jogar frente-a-frente é uma dança de inteligência e cabe-lhe a si ser o coreógrafo dos movimentos. É vital prestar atenção ao estado psicológico do seu adversário para que melhor possa interpretar as suas esperanças e acções.

Importante também será ter em conta as suas acções próprias e o timing de jogo (ex: subiu a aposta quatro vezes nas últimas cinco mãos?). Afaste-se um pouco e deixe o seu adversário ganhar algumas mãos para que este fique a pensar se você é ou não agressivo neste tipo de jogo.

Se tem estado a passar, aproveite uma mão e use a sua imagem fechada para obter uma quantas fichas menos merecidas. O que o seu adversário pensa que você tem é mais importante do que você realmente tem. Afinal, o que importa ter todos os trunfos se o seu adversário não paga?

A Persistência Compensa


Existe um velho ditado no poker frente-a-frente que permanece bem verdade: com tudo em pé de igualdade, o jogador mais agressivo ganha. Apesar de ser crucial ajustar-se ao timing e decisões do seu adversário, é também vital manter o máximo de pressão possível.

O dinheiro está lá, portanto cabe-lhe a si lutar por ele. Não pode desistir apenas porque o seu adversário possui todos os trunfos e está à espera do river; a não ser que tenha a total certeza disso. De igual modo, não pode desperdiçar uma boa mão só porque pensa que o seu adversário poderá ter uma melhor.

Quando se joga frente-a-frente, as probabilidades de tais coisas sucederem é muito menor do que numa mesa cheia, e se o seu adversário realmente souber como fazer as coisas, terá perante si uma árdua batalha.

Como Usar este Conselho a seu Favor


O modo mais eficaz de vencer um adversário é “empurrá-lo” para a direcção que este já se encaminha. Ele faz muito bluff? Pois então, encoraje o adversário a fazer mais e tire-lhe as fichas quando ele ultrapassar os limites. Joga muito seguro e arrisca pouco?

Teste-o sempre que possa e inude-o com apostas e subidas até ele não poder mais. Mantenha o adversário desequilibrado, frustrado até ele tomar uma decisão na altura errada. Contra um adversário agressivo, uma boa regra é ignorar o par de topo.

Se o quadro é KT2 e você tem AT, ignore o Rei e lide com a sua mão como se tivesse um par de topo. É claro que por vezes, o seu adversário terá o Rei, mas se verificar como o seu adversário lida com diferentes tipos de mãos, será capaz de determinar quando este cenário pouco provável acontece.

Mais Artículos

(C) Poker.pt 
Mais informações - Contacto   Pôquer  |  Sitemap  |  Jogo Responsável